1 de agosto de 2017

A DESTRUIÇÃO DO DIABO

PARE E PENSE

A DESTRUIÇÃO DO DIABO

A religião por milhares de anos alimenta a existência de um personagem, que 24 horas digladia com Deus, produzindo todo tipo de maldade, levando o mundo a um caos interminável.

O que há de verdade a cerca deste, biblicamente o que se diz dele? Um dia existiu, como se formou, qual o seu fim?

O estudo a seguir, logra trazer luz (conhecimento), sobre esse tão controverso e assustador personagem. Após verificar estas evidencias “bíblica”, recebemos que os olhos do teu entendimento sejam iluminados, e sua mente se veja livre de temores, produzidos por mentes embotadas.

QUEM ERA ESTE SER?

A primeira evidência que encontramos, relata que ele era um anjo da mais alta confiança de Deus, (Querubim da guarda, era o anjo que protegia o jardim do Éden). Quando se fala no diabo à figura que temos em nossas mentes é; Um ser hediondo, horrível e pavoroso, pois a “bíblia” descreve-o como um ser belo e formoso. Atente bem para esta profecia (futuro), no verso 19 Deus já estabelece; haverá um dia que deixarás de ser, sua existência terá um fim.

Estiveste no Éden, jardim de Deus; cobrias-te de toda pedra preciosa: a cornalina, o topázio, o ônix, a crisólita, o berilo, o jaspe, a safira, a granada, a esmeralda e o ouro.

Em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados.

“Eu te coloquei como querubim da guarda”; estiveste sobre o monte santo de Deus; andaste no meio das pedras afogueadas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, “até que em ti se achou iniquidade”.

Pela abundância do teu comércio o teu coração se encheu de violência, e pecaste; pelo que te lancei, profanado, fora do monte de Deus, e o querubim da guarda te expulsou do meio das pedras afogueadas.

Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei; diante dos reis te pus, para que te contemplem.

Pela multidão das tuas iniqüidades, na injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu a ti, e te tornei em cinza sobre a terra, à vista de todos os que te contemplavam.

Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; chegaste a um fim horrível, e “não mais existirás, por todo o sempre”. EZEQUIEL. 28: 13 – 19.

CRIOU E DECRETOU SEU FIM?

Quem o criou, formou-se sozinho, simplesmente apareceu?

Não… Na carta do apostolo Paulo aos colossenses, ele descreve a soberania de Deus em todas as coisas:

Porque nele foram criadas todas as coisas, as que há nos céus e as que há na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam domínios, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por meio dele e para ele. COLOSSENSES. 1: 16. 

Vejamos então o que Isaías fala a acerca deste ser, mais uma vez o profeta aponta para o futuro; Eu criei, mas um dia o destruirei:

Eis que eu criei o ferreiro, que assopra as brasas no fogo, e que produz a ferramenta para a sua obra; também criei o assolador, para destruir. ISAÍAS. 54: 16.

PROFECIAS DE SUA DESTRUIÇÃO

Já vimos sua origem e seu criador, agora entraremos nas evidencias comprovando que o dia de sua destruição, também já estava determinado.

Nos textos a seguir, iremos identificar a sentença dada a este personagem.

“Naquele dia” o Senhor castigará com a sua dura espada, grande e forte, o leviatã, a serpente fugitiva, e o leviatã, a serpente tortuosa; “e matará” o dragão, que está no mar. ISAÍAS. 27: 01.

Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo. JOÃO. 12: 31.                                  

E do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado. JOÃO. 16:11.

João deixa bem claro; já está condenado”.  Para um condenado, basta apenas que se execute a sentença sobre ele, e como já tivemos a oportunidade de conferir, sua sentença era ser destruído.

CUMPRIMENTO E SUA DESTRUIÇÃO:

Um dos propósitos da morte de Cristo na cruz do calvário era a destruição do diabo. Paulo com maestria descreve na carta endereçada aos Hebreus.

Cristo ao se entregar tira o pecado (HEBREUS. 9: 26), cumpre a lei (ROMANOS. 10: 4) e destrói ao diabo:

Portanto, visto como os filhos são participantes comuns de carne e sangue, também ele semelhantemente participou das mesmas coisas, para que pela morte destruísse, aquele que “tinha” o poder da morte, isto é, “o Diabo”; HEBREUS. 2: 14. 

E despojando os principados e potestades, os expôs publicamente, triunfando sobre todos eles na cruz. COLOSSENSES. 2: 15.

TODA SOBERANIA E PODER É DIVINA

Já listamos ao leitor que todo o poder sobre a face da terra é divino, (COLOSSENSES 1: 16), e nada e ninguém pode nos separar do amor de Deus, Paulo em sua carta aos Romanos deixa claro, que nem coisas criadas aqui ou em outra dimensão superaria o poder de Deus.

Pelo qual estou seguro de que nem morte nem vida, nem anjos nem principados, nem potestades nem o presente nem o por vir, nem o alto, nem o profundo, nenhuma outra coisa criada será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor. ROMANOS. 8: 38, 39.

QUEM ESTA NO CONTROLE DE TUDO?

O profeta Isaías em sua profecia é categórico; Eu crio tudo.

Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças;

Para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro.

Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas. ISAÍAS. 45: 5 – 7.

CONCLUSÃO:

Dar vida a um ser que já não existe, e pisar no sangue do pacto, é ter por imundo um sacrifício tão perfeito. Querer transferir as responsabilidades de seus “erros”, a um ser inexistente, é não ter conhecimento que em nossa carne habita todo mal.

Porque as “obras da carne” são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que praticam tais coisas não herdarão o reino de Deus. GÁLATAS. 5: 19 – 21.

O verso é claro; obras da carne e não obras do diabo. Não herdar o reino, é deixar de ter uma vida plena de paz e abundancia, Paulo nos ensina que nosso reinado é aqui, é em vida (ROMANOS. 5: 17).

E em GÁLATAS. 6: 7 a advertência é clara; Tudo aquilo que o homem plantar, isso ele colherá.

Não precisamos do diabo para praticar o mal, basta darmos lugar a carne, até por que toda tentação é humana:

Não vos sobreveio nenhuma tentação que não seja humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará ser tentados mais além do podeis resistir, se não que dará também junto com a tentação a saída, para que a possais suportar. 1ª CORÍNTIOS 10: 13.

Para solicitar estudos escreva-nos: estudosparepense@gmail.com

Curta nossas paginas no Facebook:

JH CALQUEOS https://www.facebook.com/JH-Calqueos-267765700080161/

LOUVORES EM GRAÇA – https://www.facebook.com/Louvores-EM-GRA%C3%87A-547150175483721/

 

 


Você é nosso visitante número: visitas