13 de agosto de 2017

A DESTRUIÇÃO DO PECADO

PARE E PENSE!!!

“A DESTRUIÇÃO DO PECADO”

O assunto que vamos abordar neste estudo, visa trazer luz ao teu entendimento, mostrando que nunca estivemos em pecado.
Mostraremos biblicamente que jamais poderemos ser achados em pecado. Você está depois da cruz, e um dos objetivos desse sacrifício foi apresentar-te diante de Deus, perfeito, sem manchas e sem rugas.

Para que possamos entender nossa posição atual diante de Deus, primeiramente vamos definir o que era o pecado. Vejamos está definição nos dicionários de nossa linguagem:

Pecado – Substantivo masculino.
Violação de um preceito religioso.
Desobediência a qualquer norma ou preceito; falta, erro.

Ou seja, havia uma regra, uma norma, um preceito, o qual sendo violado (a) constituía falta grave, e esta ação denominava-se; pecado. A regra em questão chamava-se lei de Moisés. O profeta Isaías, descreve que a ação de desobediência a esta lei, afetava nossa comunhão com Deus.

Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça. ISAÍAS. 59: 2.

Embora Adão tivesse pecado, o mesmo não tinha consciência desta ação, antes da lei de Moisés, o homem vivia em inocência. Paulo em sua carta a Roma, esclarece com muita propriedade esse assunto:

Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas “eu não conheci o pecado senão pela lei”; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás. ROMANOS. 7: 7.

A ação de pecar era algo tão serio, que ao violar essa regra, o individuo podia perder sua vida. Por isso Paulo definiu que este pacto, como um ministério de morte.

E se o “ministério de morte” gravado com letras em pedras foi com glória, tanto que os filhos de Israel não puderam fixar a vista no rosto de Moisés por causa da gloria de seu rosto, “a qual iria perecer”. Como não será de maior glória o ministério do Espírito? 2ª CORINTIOS. 3: 7.

MINISTÉRIO DE CONDENAÇÃO

Todo o compêndio da lei mosaica resume-se em um total de 613 mandamentos, mandamentos estes que foram necessários, para aquele tempo presente. Moisés ao tirar o povo da escravidão do Egito, precisava de uma regra, uma constituição que o auxilia-se a guiar este povo.

O grande “problema” é que essa constituição, sempre deixou esse povo em divida com Deus, era um pacto de condenação, um pacto com defeito.

Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, “nunca”, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, “pode aperfeiçoar” os que a eles se chegam. HEBREUS, 10: 1.

Para que o homem não morresse ao infringir esses mandamentos, Deus estabelece os sacrifícios, e em dado momento da historia, ele mesmo não quer mais receber estas ofertas.

De que me serve a mim a multidão de vossos sacrifícios, diz o Senhor? Já estou farto dos holocaustos de carneiros, e da gordura de animais cevados; nem me agrado de sangue de bezerros, nem de cordeiros, nem de bodes. ISAÍAS. 1: 11.

Deus então em sua imensa sabedoria. decide dar um fim a esse pacto, com esse ato o seu intento é tirar (a ação), o pecado desta terra. Ele anuncia isso através do profeta Zacarias, vejamos esta preciosa evidência:

Porque eis aqui a pedra que pus diante de Josué; sobre esta pedra única estão sete olhos; eis que eu esculpirei a sua escultura, diz o Senhor dos Exércitos, “e tirarei o pecado desta terra num só dia”. ZACARIAS 3: 9.

MINISTÉRIO DE JUSTIFICAÇÃO

Como já pudemos constatar, para haver absolvição, a remissão de pecados, eram necessários os sacrifícios. Qual o plano Divino para essa ação? Tomar uma forma humana, e sacrificar-se uma única e “perpétua” vez, para tirar o pecado do meio.

Obs. Ao fazer isso ele coloca o homem em uma posição, na qual jamais pode ser encontrado em pecado, pois ao extinguir a lei, a regra, o mandamento; não há mais a possibilidade de infringi-lo (a).
Se não existe mais, como sofreremos punição?

De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para “tirar o pecado” pelo sacrifício de si mesmo. HEBREUS. 9: 26.

Porque “o fim da lei” é Cristo para justiça de todo aquele que crê. ROMANOS. 10: 4.

Porque serei misericordioso para com suas iniquidades, E de seus pecados e de suas prevaricações “não me lembrarei mais”. HEBREUS. 08: 12.

Assim como veio a condenação (imputação, você não estava lá), a todos os homens por meio de Adão, Cristo ao morrer na cruz do calvário, cumpre a lei e tira o pecado desta terra, colocando-nos “eternamente” justificados diante dele.

Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio a graça sobre todos os homens para justificação de vida. ROMANOS. 5: 18.

POSIÇÃO ATUAL DA IGREJA

Com este sacrifício ele nos fez perfeitos para sempre:

Porque com uma única oferta, fez perfeitos para sempre aos santificados. HEBREUS. 10: 14.

Estamos sem rugas e sem manchas, “irrepreensíveis” diante de Deus.

Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para a “santificar”, purificando-a com a lavagem da água, pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, “sem mácula”, “nem ruga”, nem coisa semelhante, mas “santa” e “irrepreensível”. EFÉSIOS. 5: 25 – 27.

CONCLUSÃO

Para que sejamos encontrados em pecado, Cristo teria que ter falhado em sua morte e ressureição. Se você crê nesse sacrifício, também tens que crer que jamais pecou ou que um dia poderá pecar.

“E se Cristo não ressuscitou, vossa fé é vã; e ainda estais em vossos pecados”. 1ª CORÍNTIOS. 15: 17.

E se por ventura nos dias de hoje, você busca perdão de uma ação na qual julga ser pecado, saiba que Deus não aceita mais sacrifícios por estes.

Ora, onde há “remissão” destes, não há mais ofertas pelo pecado. HEBREUS, 18: 18.

Você é um abençoado!

Para solicitar estudos escreva-nos: estudosparepense@gmail.com

 
Curta nossas paginas no Facebook:
JH CALQUEOS https://www.facebook.com/JH-Calqueos-267765700080161/

LOUVORES EM GRAÇA – https://www.facebook.com/Louvores-EM-GRA%C3%87A-547150175483721/


Você é nosso visitante número: visitas