27 de agosto de 2017

A LOUCURA DE DEUS

PARE E PENSE!!!

“A LOUCURA DE DEUS”

O estudo desta semana, tem por prioridade desvendar mistérios que para muitos são loucuras. O mundo caiu em um período de estagnação (aproximadamente 1973 anos), no tocante ao conhecimento das coisas de Deus. Ao ouvir as palavras inefáveis, as riquezas insondáveis deste evangelho, as têm como coisas absurdas.

O ensinamento doutrinal que fomos submetidos, se estabeleceu como sendo verdades únicas, e por falta de conhecimento, nos permitimos ser guiados como ovelhas mudas, que são levadas ao matadouro. Recordem-se que Paulo em sua carta aos Coríntios adverte; A letra mata!!!

Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança, “não da letra”, mas do Espírito; pois “a letra mata”, mas o Espírito vivifica. 2ª CORÍNTIOS. 3:6.

Porém isso era profético, Paulo em sua despedida da Igreja de Éfeso, alerta que este período chegaria.

Porque eu sei isto que, “depois da minha partida”, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; E que de entre vós mesmos se levantarão “homens” que falarão “coisas perversas”, para atraírem os discípulos após si. ATOS. 20: 29, 30.

Enquanto ele esteve presente o mesmo corrigia, e defendia a igreja, porém com sua partida iminente, o apostolo prevê dias terríveis para a amada do Senhor. Falar coisas perversas, ou pervertidas, como cita algumas versões bíblicas, significa mudar uma verdade e conduzir a quem as escuta, a um caminho diferente a qual o apostolo havia ensinado.

Escrevendo a igreja de Tessalônica Paulo chama essa perversão, este extravio de; “APOSTASIA”.

Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. “Ninguém de maneira alguma vos engane”; porque não será assim sem que antes venha “a apostasia”, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual “se opõe”, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. 2ª TESSALONICENSES. 2: 2, 3.

Esse termo (APOSTASIA), significa apartar-se de algo. Neste caso, apartar-se do evangelho que era ensinado por ele.

O apostolo sente que sua morte está próxima, nos versos a seguir, ele recorda a igreja de seus conselhos, e dá a sentença; Enquanto eu estiver aqui, impedirei que tais coisas aconteçam, mas assim que me ausentar, isso se manifestará.

Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco? E agora vós sabeis “o que o detém”, para que a seu próprio tempo seja manifestado. 2ª TESSALONICENSES. 2: 5, 6.

SALVOS POR UMA LOUCURA

O evangelho apresentado por Paulo, vinha na contramão de tudo aquilo que já estava estabelecido por Pedro e os demais. Por vinte e seis anos a igreja primitiva, vinha sendo controlada por eles, e o que eles ditavam era lei. Ai daqueles que os desafiassem!

Pela pregação ou loucura como muitos diziam, (Quisera eu me suportásseis um pouco “na minha loucura”! Suportai-me, porém, ainda. 2ª CORÍNTIOS. 2: 11), o apostolo, foi achincalhado e odiado por muitos, era acusado de várias formas e recebia as mais baixas alcunhas.

Foi chamado de peste:

Temos achado que este homem “é uma peste”, e promotor de sedições entre todos os judeus, por todo o mundo; e o principal defensor da seita dos nazarenos; ATOS. 24: 5.

Classificado como fundador de uma seita:

Mas confesso-te isto que, conforme aquele caminho que chamam “seita”, assim sirvo ao Deus de nossos pais, crendo tudo quanto está escrito na lei e nos profetas. ATOS. 24: 14.

Foi expulso de cidades:

Mas os judeus incitaram as mulheres piedosas de elevada posição e os principais da cidade. E, provocando perseguição contra Paulo e Barnabé, os expulsaram do seu território. ATOS. 13: 50.

Foi apedrejado e quase o mataram:

Chegaram, porém, alguns judeus de Antioquia e de Icônio e, tendo persuadido as multidões, “apedrejaram Paulo” e o arrastaram para fora da cidade, supondo que “estivesse morto”. ATOS. 14:19.

Mas aprouve a Deus escolher a este homem, para comunicar suas verdades e mudar o rumo da história.

Porque o Senhor assim no-lo mandou: “Eu te pus para luz dos gentios”, a fim de que sejas para salvação até os confins da terra. ATOS. 13: 47.

Notem esta observação; Paulo foi escolhido, para ir aos gentios, e não para o povo Judeu, portanto o assunto é conosco. Vejamos então alguns pontos da loucura, que este homem comunicava a todos.

Paulo escrevendo a igreja de Corinto, de imediato traz o alerta; O que tenho para vos dizer, soara como algo insano, porém esta loucura será para vós salvação.

Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não conheceu a Deus por sua própria sabedoria, aprouve a Deus “salvar aos crentes” pela loucura da pregação. 1ª CORÍNTIOS. 01:21.

Que salvação é esta que o apostolo está trazendo a esta igreja, Como “um crente” necessita ainda ser salvo? Aos olhos naturais isso está fora de contesto. Se já é crente, está salvo, correto? Não!!!

O mundo não pode conhecer a Deus, mediante a sabedoria que Ele estabeleceu para aquele tempo presente. Ou seja, a lei de Moisés. Se não conheces a Deus em sua plenitude, necessitas de salvação.

A LEI NÃO APERFEIÇOOU NADA

(Pois a lei nunca aperfeiçoou nada), e desta sorte é introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus. HEBREUS. 07:19.

Esta lei anula o sacrifício da cruz do calvário, ela te apresenta imperfeito, é uma lei que traz condenações. Estar submetido a estes mandamentos, te coloca em cadeias. Paulo se manifestou, para nos salvar deste pacto, com a loucura desta pregação. A lei tinha defeitos, e estes defeitos impede ao crente conhecer a Deus.

Pois se aquela primeira aliança tivesse sido sem defeito, nunca se teria buscado lugar para a segunda. HEBREUS. 08:07.

A carta aos Hebreus, revela a necessidade que temos de abandonar esta aliança e seguirmos a uma perfeição, o apostolo explica que este pacto era uma sombra dos bens que viriam.

Porque a lei tendo a sombra dos bens vindouros, não a imagem real das coisas nunca pode pelos mesmos sacrifícios que se oferecem continuamente a cada ano fazer perfeitos aos que se acercam. HEBREUS. 10:01.

Pode um pacto com defeito, que nunca pode nos aperfeiçoar, (por mais sacrifícios que fizéssemos), mostrar a verdade de Deus? Uma sombra nunca te dará um parâmetro igualitário, daquilo que estais vendo por intermédio dela.

Exemplo: fixe-se em um determinado ponto ao sol e mire sua sombra, com o passar das horas, esta imagem que poderia estar com 20 centímetros, em outro momento terá 2 metros. Esta sombra que move-se o tempo todo, tem o poder de mostrar teu tamanho real?

No capitulo nove desta carta, o apostolo cita que todos os rituais; Sacrifícios, ordenanças, lavamentos, oblações (batismos), tudo isto eram símbolos, para o tempo presente. E o mais contundente nesta afirmação: NÃO PODE TE COLOCAR EM LIMPA CONSCIÊNCIA.

Por mais que se esforces nestas praticas, sempre te encontrarás em débito com Deus.

O qual é símbolo para o tempo presente, segundo a qual se apresentam ofertas e sacrifícios que não podem fazer perfeito, “quanto a consciência” a quem pratica este culto. Já que consiste somente de comidas, bebidas, de diversas abluções, e ordenanças acerca da carne, impostas “até o tempo de reformar as coisas”. HEBREUS. 9: 19, 11.

Paulo foi o reformador de todas estas coisas; Sua mensagem, sua linguagem, o conteúdo de suas pregações, tem por objetivo “salvar aos crentes” de todos estes rituais e simbolismos, seu evangelho é libertador.

Observem que até os dias de hoje, encontramos tudo isto dentro dos lugares chamados igrejas cristãs. São crentes judaizados, mesclaram os dois pactos e deram ao povo para comer. Por isto quando anunciamos estas verdades ao mundo, nos chamam de loucos.

Como podem dizer que o diabo não existe? Não sou um pecador?
Tenho que pagar o preço, vou jejuar, preciso consagrar-me, tenho que me batizar, subirei ao monte, vou para a vigília, tenho que sacrificar meu corpo em servidão. SÍMBOLOS!!!!!!

NÃO CONHECERAM A DEUS

A carta de Paulo enviada aos Gálatas, traz uma explicação detalhada de como um crente não pode conhecer a Deus, por intermédio da lei.

Logo a lei é contra as promessas de Deus? De modo nenhum, pois se fosse dada uma lei que pudesse vivificar, a justiça, na verdade, teria sido pela lei. Mas a “Escritura” encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada “aos crentes”. GÁLATAS. 03: 21, 22.

Quando o apóstolo cita “a escritura”, ele está referindo-se a lei que foi “escrita” em tabuas de pedra. Somos então contra a lei? De forma alguma, porém está lei nunca me apresentou em justiça diante de Deus.

Já a promessa dada, por meio do sacrifício de Cristo na cruz, me diz que basta crer. O derramamento de sangue, a humilhação, o vitupério sofrido naquele calvário, não foi em vão.

O verso a seguir é uma das mais celebres loucuras ditas por Paulo, para os que o ouviam.

Mas, “antes que a fé viesse”, estávamos guardados debaixo da lei, encerrados para aquela fé que se havia de manifestar. De maneira que “a lei foi nosso aio”, para levar-nos a Cristo, afim de que fossemos justificados pela fé, mas vindo a fé, “já não estamos” debaixo do aio. GÁLATAS. 03: 23 – 25.

Transportemos nossas mentes ao passado, e imaginemos o assombro de todos quando Paulo cita; Vocês não vivem em fé, a fé que eu vos apresento, não havia se manifestado. Até Cristo subir naquela cruz e sacrificar-se por nós, “todos” sem exceção viviam por obras. E mais; estávamos órfãos e sem destinos, a Lei foi uma tutela para apresentar a vocês, seu verdadeiro Pai.

Esta fé ninguém a tinha, somente Paulo a possuía, aos demais lhes foi dado uma fé pratica; ressuscitar, mortos, fazer aleijados andar, dar vistas aos cegos. Etc…

A fé a qual o apostolo se refere é a ciência que Deus usa, para te mostrar suas verdades, esta é uma fé “doutrinal”. É a fé na qual deves crer, e sem fazer absolutamente nada tu és alcançado (a), por sua graça.

Porque pela graça sois salvos, “por meio da fé”, e isso “não vem de vós”, pois é “dom” de Deus. EFÉSIOS. 2: 8.

CONCLUSÃO

As pessoas não conheceram a Deus por intermédio da lei, e aí se faz necessário um pouco de loucura, e está é a loucura que estamos semeando por todo o mundo. Você já viu um louco triste? Geralmente um louco é feliz por completo, pois ele não tem preocupações, não vive como sensato.

Assim somos nós, loucos felizes, nada nos preocupa. Apodere-se desta loucura e desfrute de uma vida abundante. Hoje você não precisa de um aio para chegar a Deus. Viva seus melhores dias, convicto que esta fé habita dentro de ti. Você é um abençoado!

Para solicitar estudos escreva-nos: estudosparepense@gmail.com

Curta nossas páginas no Facebook:

JH CALQUEOS https://www.facebook.com/JH-Calqueos-267765700080161/

LOUVORES EM GRAÇA – https://www.facebook.com/Louvores-EM-GRA%C3%87A-547150175483721/


Você é nosso visitante número: visitas